Profissão de motorista é regulamentada

11 / 05 / 12

Agora é lei: com a regulamentação da profissão de motorista, no início desse mês, as regras e a fiscalização serão mais rigidas.

Um dos principais problemas da categoria são as extensas e cansativas jornadas de trabalho, mas agora os condutores com vínculo empregatício devem descansar por 30 minutos a cada 4 horas dirigidas. Na estrada, uma longa jornada sem pausas pode ser algo arriscado.

A fiscalização vai ficar a cargo da Polícia Rodoviária. As empresas serão obrigadas a monitorar as horas de trabalho de seus funcionários. A multa pra quem não seguir as regras pode chegar em R$ 50 mil. E o motorista que não respeitar o tempo de pausa será multado em R$ 127, além de 5 pontos na carteira.

As regras, rigorosas e que afetam tanto transportadoras quanto condutores, vão mudar as características da vida na estrada. O impacto virá também no custo do frete, que de acordo com as empresas, deve aumentar entre 10% e 20%. Além disso, já existe um projeto de lei que também estende essas exigências para motoristas autônomos.

E vocês – o que acharam das novas medidas?

Foto: http://is.gd/h0mzcD

Tags:

13 Comentários:

  1. rogerio cardoso disse:

    ta todo mundo comentando a jornada de trabalho. mas e o salario como fica parado no acostamento, estacionado em algum padio do governo.ou em alguma gaveta trancado a sete chaves. isso e brincadeira nos queremos sim ser respeitados mas com salarios diguinos.

  2. Everton Matos disse:

    De fato há muito a ser feito para que a regulamentação da profissão de motorista possa tornar-se realmente efetiva e não fique apenas no papel, entre tanto, não podemos ignorar que qualquer caminhada por mais longa que seja, começa sempre com o primeiro passo e que para obter os resultados desejados, todos os interessados devem participar deste processo. É possível ir além.

  3. JOÃO disse:

    Realmente bom o horário do motorista, já veio tarde, mas fico imaginando onde irão estacionar os veículos, pois da forma como está, os pátios de postos já ficam superlotados a noite.

  4. juarez cunha disse:

    isso não vai pegar por que as partes lesadas são as grandes empresas vão achar uma brecha na lei para fuuuuuuuu os motoristas aguardem

  5. Gean disse:

    A profissão já devia ser regulamentada desde de a chegada do automóvel, e dos veículos de transporte, no Brasil.
    Mas como já foi dito em outros comntários, quem garante que isso vai funcionar.
    Uma das coisas que menos confio no mundo é no governo brasileiro. É um país no qual eu realmente não aposto. Infelizmente.
    O que eu vejo de OF-1722 todo dia é incrível. E não são frutos de desenvolvimento de tecnologia brasileira.

  6. obede disse:

    gostaria de saber como fazer p/adiquerir um caminhao zero no pro cminhoneiro je que todas as ag. fala que e difiçil nao da pra enteder. tenho um 1618 e nao vejo condiçoes de conseguir ja estou canssado de tentar uma respostta mas ninguem me procura , penssei que a fabrica ia ma ajudar mas nada so manda a rio diesel me ligar mas e a que mas me desanima e ela, srs da fabrica eu so tive m.bens na minha vida me ajuda e a ultima oportunidade que tenho pos ja estou com 60 anos mas sou apaixonado por um 1620 ainda tenho muita garra . desculpe o cambio longo.abraços

    • Mercedes-Benz disse:

      Olá Odebe! Que bacana seu interesse nos caminhões Mercedes-Benz. O caminhão L-1620 foi substituído pelo modelo 2324 da Linha Atron, que oferece mais robustez, segurança, conforto e tecnologia. Acesse o link http://www.mercedes-benz.com.br/modeloDetalhe.aspx?categoria=110&conteudo=11177&produto=27 e confira as novidades do modelo. Sugerimos também que contate o concessionário mais próximo de você e verifique possibilidade de negociação, uma vez que somente nossos concessionários são responsáveis pela venda de nossos veículos. Esperamos que realize um ótimo negócio. Abraços!

  7. waldemar disse:

    gostei mais quem nos da garantia disso? o congresso nacional?

    • Mercedes-Benz disse:

      Olá Waldemar! A Polícia Rodoviária será a responsável pela fiscalização, além disso, as empresas serão obrigadas a monitorar as horas de trabalho de seus funcionários. E a multa vale tanto para a empresa que desrespeitar a lei, quanto para o funcionário. Abraços.

  8. alex bonfim disse:

    passou da hora de ter uma lei dessa … agora vamos ver se os donos de caminhoes vao ficar explorando os motorista , sao por causa desses donos de caminhoes que fazem acontecer esses acidentes …..

  9. marcos azevedo disse:

    achei otimo so desta forma sermos verdadeiramente valorizados mas espero que se faça cumprir a lei e que os empresarios e os condutores sejam verdadeiramente notificados para que tenhamos qualidade de vida nas estradas do brasil

  10. Camila Sperber disse:

    Tinha que ser no “Brasil”…Agora eu já sei por que o “Brasil” não vai para frente…

Deixe uma resposta

    Nós utilizamos cookies

    Queremos melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao continuar a utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

    Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

    OK