PANGAEA visita os quatro campos do globo

27 / 07 / 12

Veleiro construído em São Paulo tem exploradores do mundo inteiro

Quatro anos em um veleiro explorando o globo terrestre para promover ações práticas no campo social e ambiental: assim dá pra definir a expedição PANGAEA, iniciada em 2008 pelo explorador sul-africano Mike Horn com apoio da Mercedes-Benz, que está levando jovens exploradores do mundo todo a bordo do projeto para ajudar a reforçar a necessidade de proteger o único mundo que possuímos.

PANGAEA, cuja pronúncia é ‘pangéa’, significa ‘toda a terra’ em grego, e é o nome do continente único que originou todos os continentes atuais. A expedição chegou à costa brasileira em julho e antes disso passou por todos os continentes, zonas climáticas e oceanos do planeta.

O PANGAEA conclui sua missão aqui no Brasil. Os participantes irão navegar pelo rio Amazonas e conhecer a riqueza e complexidade da maior bacia hidrográfica do mundo. Além de tomar contato com a diversidade da flora e fauna locais, eles irão realizar projetos sociais e ambientais junto às populações da região, divulgando seus resultados e experiências pessoais por todo o mundo.

A ideia do projeto é abordar questões como o aquecimento global, o gerenciamento de detritos e biodiversidade. Os jovens que acompanham Mike Horn são pedagogos, membros de universidades e ONGs de todo o planeta, e relatam para suas comunidades todos os dias, através do centro de comunicação no barco, suas experiências em mar.

O mais interessante sobre a expedição é que o veleiro, que tem 35 metros de comprimento, dois mastros e cascos de alumínio, foi construído em favelas da cidade de São Paulo. Tudo no PANGAEA é sustentável. A energia elétrica é fornecida por painéis solares que ficam nas velas e nos convés, e o barco recicla os dejetos que produz. O casco teve tratamento ecológico e não utiliza tintas potencialmente nocivas ao meio ambiente.

Para Anders Sundt Jensen, vice-presidente de comunicações da Mercedes-Benz Automóveis, “Mike Horn e a Mercedes-Benz compartilham uma motivação e quem tem objetivos ambiciosos não receia fugir do molde. Estamos investindo nosso conhecimento em muitas maneiras de preservar ativamente os recursos naturais da terra e proteger nosso meio-ambiente – afinal, temos apenas este planeta”, conclui.

Tags:

Deixe uma resposta

    Nós utilizamos cookies

    Queremos melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao continuar a utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

    Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

    OK