Nacionalização do Actros amplia condições de financiamento Finame

11 / 02 / 14

Itens como a suspensão a ar, eixos sem redução nos cubos, sistema pneumático de freio, e bancos pneumáticos já estão sendo produzidos no Brasil.

Nacionalização do Actros amplia condições de financiamento através do BNDES Finame

O caminhão extrapesado Mercedes-Benz Actros 2646 6×4, para aplicações rodoviárias, já pode ser financiado com até 80% das condições do BNDES Finame. Essa vantagem foi conquistada devido ao programa de nacionalização da produção implementado pela Mercedes-Benz.

O plano de nacionalização progressiva do modelo se divide em três etapas e a primeira iniciou em 2013, envolvendo a produção de elementos do quadro do caminhão, sistema de exaustão, rodas e pneus. A segunda fase já está concluída e teve como foco a economia e conforto do veículo. Agora estão nacionalizados itens para componentes como a suspensão a ar, eixos sem redução nos cubos, sistema pneumático de freio, bancos pneumáticos e sistema elétrico.

Para encerrar o plano e atingir mais rapidamente o índice de nacionalização exigido pelo FINAME, a Mercedes-Benz do Brasil está estudando a possibilidade de utilização de uma versão repotencializada do motor OM 457, parte do portfólio de motores da marca. “Conseguimos antecipar o cronograma de nacionalização e nossa previsão é que, em 2015, o Actros atenda todos os requisitos do BNDES Finame, ampliando as facilidades e as vantagens para o cliente adquirir o seu caminhão”, declarou Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO para América Latina. Segundo o executivo, “a nacionalização do Actros é resultado da experiência e know-how de engenheiros brasileiros, bem como dos investimentos da empresa em desenvolvimento tecnológico”.

A Mercedes-Benz possui um plano de investimento no Brasil que conta com recursos de R$ 2,5 bilhões e que envolve, além da nacionalização do Actros, ações como expansão da produção de caminhões para a unidade de Juiz de Fora, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, otimização de processos e modernização de áreas de produção, logística e serviços.

Os caminhões Actros são indicados especialmente para quem valoriza a alta tecnologia e que reconhece a importância do conforto e da segurança como aliados no aumento da produtividade no transporte.

Conheça todos os modelos e versões do extrapesado.

Tags:

15 Comentários:

  1. reginaldo martins disse:

    ola, sou apaixonado por caminhao,gostaria de saber se aquele actros lançado na europa tem possibilidade de vir aqui para o brasil? em qual potençia, obrigado.

    • Mercedes-Benz disse:

      Olá, Reginaldo. Tivemos recentemente o lançamento do Actros 4160 SLT, o mais novo Gigante da Família, com 598 cv de potência, ideal para transporte de cargas indivisíveis. No entanto, no momento, não temos informações sobre outros lançamentos. Mas fique ligado em nossos canais oficiais. Assim, você vai ficar sempre por dentro de todas as nossas novidades. Acesse http://ow.ly/uV0Sk e curta nossa fanpage no Facebook! Abraços!

  2. Evenilton Santiago disse:

    E com relação a caixa de marcha power shift? Ela será fabricada no Brasil também?

    • Mercedes-Benz disse:

      Olá, Evenilton! O câmbio PowerShift não é produzido no Brasil e, por enquanto, não temos informações sobre alterações. Mas continue acompanhando nossos canais oficiais e saiba de todas as nossas novidades! Abraços!

  3. cleiton disse:

    Pois é William, seria interessante mesmo e também seria uma forma de popularizar este motor. Inclusive, ele poderia até ser usado nos chassis de ônibus da linha O-500 articulados e rodoviários e nos modelos Axor também.

    O OM-501 LA é um motor compacto, por conta de sua arquitetura em V, leve e é mais moderno que o OM-457LA que é da década de 90. Sem falar que ele poderia ser usado em faixas de potência e torque bem maiores que o OM-457 nos ônibus e caminhões.

    Uma outra sugestão seria o OM-460LA, com 12,8 litros lançado em 2001, que é um propulsor da mesma família do OM-457, porém, mais moderno que ele.

    Abraço a todos.

  4. William Bordin disse:

    Utilizar o consagrado OM 457 LA na linha Actros visando maior índice de nacionalização e a consequente viabilização de comercialização como acesso por financiamento pelo FINAME é uma ótima opção uma vez que os frotistas e autônomos brasileiros conhecem e confiam neste propulsor.

    Todavia, com uma dose de paixão de entusiasta, seria interessante se a Mercedes-Benz fabricasse o propulsor V6 OM 501 LA no Brasil.

    Abraços.

    • Mercedes-Benz disse:

      Valeu pelo comentário e pelas suas observações, William. Antes de fazermos qualquer alteração em nossos veículos, estudamos a fundo todas as alternativas de modo a oferecer sempre a melhor relação custo x benefício para nossos clientes, com veículos que sejam compatíveis com o modo de uso do motorista brasileiro e também para que sejam rentáveis para os negócios. Por isso, acreditamos que é muito importante ouvir a opinião de clientes como você e vamos encaminhar sua sugestão para a área responsável. Abraços!

  5. ivo disse:

    o motor om 457 poderar ter sua cilindrada aumentada para 12,8 ?

    • Mercedes-Benz disse:

      Olá, Ivo. O motor OM 457 LA pode chegar até 439 cv com 11.967 cm³ e sua cilindrada não pode ser alterada. Consulte nossa equipe de consultores na concessionária de sua preferência. Eles terão prazer em tirar todas as suas dúvidas quanto às capacidades e aplicações dos motores da Linha Axor. Acesse http://ow.ly/tSeST e encontre a credenciada mais próxima de você. Abraços!

  6. ivo disse:

    ja e prometido o novo fh para 2014 totalmente novo . man tgx 480 daf xf 510 novo scania para 2015 ou 2016 a iveco ja testa um motor 16 litros de ate 710cv acho que a soluçao e o actros mp4 e motores om 471,472,473 com variantes ate 625cv o actros mp3 ja vai nascer um pouco ultrapassado principalmente se vier com o motor om 457

    • Mercedes-Benz disse:

      Oi, Ivo. Os modelos da Linha Actros têm versões que chegam a 598 cv de potência e capacidade para até 250 toneladas de carga. Visite uma de nossas credenciadas para ver de perto todas as vantagens do Gigante. Obrigado por dividir sua opinião com a gente! Abraços!

  7. michael disse:

    nao seria o motor OM 501 LA V6 que seria produzido ate 2015?
    o motor OM 457 ja e produzido desde 1998 em sao bernardo e equipa entre varios modelos a linha axor.

    corrijam por favor

    obrigado

  8. cleiton disse:

    Não entendi, o motor OM-457LA já não é fabricado aqui no Brasil, equipando os modelos Axor, o LS-1635 e os chassis da linha O-500, por exemplo?.

    • Mercedes-Benz disse:

      Olá, Cleiton e Michael. A Mercedes-Benz investe constantemente em pesquisa e desenvolvimento para aprimorar sempre os veículos da Marca, sempre pensando nas necessidades de nossos clientes e também nas melhores soluções quanto à legislação, segurança e desempenho. Desta forma, uma versão ainda mais potente do já conhecido OM 457 LA é uma das possibilidades estudadas pela marca para atingir o índice de nacionalização exigido pelo FINAME. Continuem nos acompanhando para ficarem sempre por dentro de nossas novidades e lançamentos. Abraços!

Deixe uma resposta

    Nós utilizamos cookies

    Queremos melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao continuar a utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

    Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

    OK