Estudo da ESALQ mostra fatores que impactam nos custos do frete

03 / 10 / 13

Distância, qualidade da via e tipo de carga foram algumas das variáveis analisadas

O Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial, da USP/ESALQ, desenvolveu um estudo baseado em um modelo econométrico (conjunto de ferramentas estatísticas cujo objetivo é entender a relação entre variáveis econômicas por meio de cálculos matemáticos) para o transporte de açúcar, soja, farelo de soja e milho, que permitiu identificar os fatores que mais afetam o valor final dos custos logísticos e do frete dessas commodities.

A pesquisa, que também levou em conta o impacto causado pela legislação e pela presença de alternativas modais no valor final do frete, englobou 500 rotas rodoviárias em importantes corredores de transporte brasileiros. Uma das conclusões a que se chegou foi que distância, pedágio, destino de viagem, qualidade da via e tipo de carga são fatores que aumentam os custos do transporte enquanto que a qualidade da rodovia e a existência de alternativas ferroviárias reduzem este custo.

De acordo com o estudo, por exemplo, a boa qualidade das vias evita perda de produto durante a viagem, que dura menos tempo, além de danificar menos os veículos e ocasionar redução do consumo de combustível. Tudo isso, por exemplo, diminui o valor do frete.

Segundo o pesquisador e Engenheiro Agrônomo Thiago Guilherme Péra, um dos responsáveis pelo levantamento, “Esse estudo fornece subsídios para a tomada de decisão do setor público, podendo refletir em investimentos de infraestrutura e proposição de políticas públicas que visem reduzir custos logísticos, particularmente do setor agroindustrial, visto que é um setor altamente impactado pela logística”.

Quer saber mais sobre o assunto e entender a pesquisa com mais detalhes? Acesse o site da ESALQ.

Tags:

Deixe uma resposta

    Nós utilizamos cookies

    Queremos melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao continuar a utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

    Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

    OK