Elas na boleia

01 / 11 / 12

Documentário aborda vida de mulheres caminhoneiras.

Ainda hoje, a profissão de condutor de caminhões de carga ainda é dominada pelos homens. No entanto, um grupo de estudantes de jornalismo decidiu ir a campo e quebrar um pouco este paradigma, mostrando mulheres que se profissionalizaram como motoristas de carreta. O web documentário Caminhoneiras foi lançado na internet no mês passado e retrata o cotidiano, os medos, as saudades e os planos de mulheres que escolheram a estrada como profissão. Minoria dentro do ofício, as entrevistadas contam como é ficar longe dos filhos, frequentar os postos de descanso que nem sempre fornecem as melhores condições de segurança, o medo de assaltos e os perigos da estrada.

O filme foi produzido como trabalho de conclusão do curso de Jornalismo da Universidade Positivo e teve produção de Ailime Kamaia e Luzmary Cavalheiro, com orientação de Felipe Harmata.

Confira o site com todo o material, há inclusive vídeos divididos por tópicos como Profissão, Histórias, Alimentação, Drogas, Família, Vaidade, Amores, Segurança e Extras.

O endereço oficial é www.caminhoneiras.com e também há uma versão reduzida para aplicativos móveis no m.caminhoneiras.com.

Tags:

5 Comentários:

  1. Camila Sperber disse:

    Eu amo Mercedes-Benz!!!!!!!!!!!!!Ainda tenho orgulho de parabenizar também a equipe,que sempre esteve envolvida nos meus casos!!!,é isso que está me motivando cada vez mais a admiração na Mercedes-Benz,estou fazendo história de sucesso com vocês!!!Espero que a nossa maior estrela(equipe)esteja sempre brilhando também!!!!!!Abrações!!!!!!

  2. Camila Sperber disse:

    Sou admiradora de caminhões,principalmente da Mercedes.Estou muito feliz com isso,pois vou adquirir o Actros,esse será o meu 1° caminhão,os outros caminhões da Marca também são muito bons,mas eu gosto mesmo é do Actros!

    • Mercedes-Benz disse:

      Olá Camila! Parabéns pela aquisição do seu Mercedes-Benz. Agradecemos a sua admiração pelo Actros. Nós temos acompanhado as suas postagens também pelo Facebook. Que a sua estrela agora brilhe ainda mais nas estradas! Abraços.

  3. Gean de Oliveira disse:

    Realmente é um assunto um pouco chato.
    O sexismo é uma coisa complicada.
    Muitos hábitos humanos acabam se arrastando ao longo do tempo e quando nos damos conta simplesmente não conseguimos aceitar algo diferente do que foi imposto.
    Gosto muito de ônibus e tenho mais contato com eles. Consigo contar nos dedos o número de condutoras das linhas que tenho contato.

    Isso é coisa de rico, isso é coisa de mulher, isso é coisa de velho, isso é coisa de criança. Esse tipo de mentalidade acaba impondo, indiretamente, um sistema semelhante ao de castas. O qual não é muito admirado por muitos.

    Abraços.

Deixe uma resposta

    Nós utilizamos cookies

    Queremos melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao continuar a utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

    Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

    OK