Conheça o Actros 4160, o caminhão mais forte do país - Blog do Caminhão Mercedes-Benz

Blog do Caminhão

Nossos Caminhões

Conheça o Actros 4160, o caminhão mais forte do país

Blog_Menor_TM (1) (1)

O Mercedes-Benz Actros SLT é capaz de tracionar 500t, o dobro de seus concorrentes, o que o faz ser conhecido como o caminhão mais forte do país, segundo reportagem da revista Transporte Mundial.

O modelo foi desenvolvido entre as engenharias germânica e brasileira, sendo produzido na Alemanha com tração 8×4, e no Brasil, 8×8, devido às nossas características geográficas, cheia de declives e aclives. É portanto, um veículo dimensionado para suportar as exigências de nossos terrenos e desse perfil de transporte.

Para entender toda a complexidade que envolve um transporte dessa magnitude, a Transporte Mundial acompanhou as aventuras de um Actros que transportou um rotor de 316t, fazendo sozinho o trabalho que envolveria três caminhões, entre Taubaté e o Porto de Santos.

O equipamento transportado mede quase 9m de comprimento por 5m de altura. Por isso, a viagem, de aproximadamente 210 km, durou 28 dias.

O percurso envolveu obras em algumas praças de pedágio, escolta policial, técnicos de manutenção de empresas de telefonia e energia para remanejar os fios dos postes, autorizações das concessionárias para trafegar com a carga em todas as rodovias, além de intempéries, como fortes chuvas.

Economia e desempenho

A caixa PowerShift de 16 marchas foi desenvolvida para suportar o alto torque. Todo o acabamento a bordo, incluindo o climatizador, é de série. O banco do condutor tem múltiplas regulagens e o painel curvo permite a ele acesso a todos os comandos.

Sem mencionar números exatos, operações como essa ultrapassam facilmente a cifra de R$ 1 milhão. Contudo, a Transdata, transportadora responsável pela viagem, informa que reduziu em cerca de 30% os custos operacionais.

Os motoristas ​contratados para a operação ​destacaram a segurança como o maior atributo do caminhão, muito em razão da tração 8×8, que garante mais estabilidade.

José Antônio do Amaral, condutor da Transdata, fala que para descer a Serra da Anchieta rodou a uma velocidade aproximada de 5 km/h. “Junto com as 316t da carga, eu estava carregando um implemento de 36 eixos, mais o equipamento que segura o rotor. A soma de tudo isso era de aproximadamente 400t de PBTC. O caminhão arranc​ou​ bem com todo esse peso, graças ao conversor de torque. A impressão que se tem é de que a força dele é dobrada​,​ sem dar solavancos”, explica.

Para descer a Serra, a empresa, por segurança, envia pelo menos mais três caminhões de apoio para tracionar o veículo, caso ele perca o freio. Com o Actros, todos foram dispensados, graças ao VIAB, sistema também conhecido como turboacoplamento. O mecanismo faz o trabalho do freio retarder, permitindo que o Actros segure sozinho as 400t. Além disso, o VIAB também tem a função de ajudar o veículo a sair da inércia sem dar trancos, pois​ no lugar da embreagem, o sistema possui acoplamento hidrodinâmico.

​Veredito: o Actros SLT traz novos ares ao transporte de cargas superdimen​sionadas​, por conta da​ lista de equipamentos inovadores que possui.

Fonte: Transporte Mundial

3 Comentários:

  1. É a primeira vez que vejo um desse da Mercedes assim de tipo 600 Hp né, mas é algo que a Mercedes Benz já deveria ter feito há muito tempo, não sei agora embora as suas concorrentes suecas sejam altamente competitivas nisso entre elas em relação a Hp ela a Mercedes Benz sempre teve uma característica mecânica que sempre fez a diferença em todos os lugares que é a simplicidade na sua engenharia mecânica, no Rio de Janeiro no passado todos os empresários só optaram por ter Mercedes Benz por conta disso desta simplicidade para se trabalhar em sua manutenção, agora ela nesta época não sei não acompanho mais deve ter claro obviamente se modernizado, mas entretanto não acredito que deve ter abandonado a sua mecânica SIMPLES isso sim é o extraordinário da Mercedes Benz tudo de bom e SIMPLES de trabalhar, é nessa condição que se focaliza seu trunfo sobre Scania e Volvo, embora sejam bem rivalistas entre elas, mas são mais complexas para se fazer manutenção mecânica, ainda no Rio de Janeiro a mais querida é a Mercedes Benz para ônibus e caminhões, a VW Volkswagen tem sim seu espaço, mas ainda a Mercedes Benz está ganhando nestas condições.

  2. Muito bom pensa uma maquina dessas 100% eletrica com a minha tecnologia apenas 4 baterias de 400Ah

    2 para funcionalidades da eletrica do caminhão
    e 2 para funcionar o motor funcionando apenas como um filtro de passagem . Pensa carregar apenas 1 vez por mes e rodar p mês inteirinho se colocar na tomada .

    • Olá, Washington! Sugestão anotada. Estamos sempre estudando novas tecnologias para oferecer veículos de modo a superar as expectativas de nossos clientes e minimizar os impactos ambientais, oferecendo soluções inteligentes e inovadoras com tecnologia nacional. Abraços e até mais!

Deixe um comentário para Washington Cancelar resposta