A robustez dos caminhões Mercedes-Benz impressiona outro cliente

11 / 08 / 15

Avedis Jonas Lenzi é o orgulhoso dono de um Axor 2544 que rodou 738.000 km com motor e freios originais. Isso mesmo: ele não trocou uma lona de freio sequer.

mbCaminhoes_Ago02_BLOG_01 (1)

O caminhoneiro circula com seu Axor desde 2010, quando adquiriu o veículo zero km. De Norte a Sul, já enfrentaram todos os tipos de estrada e condições climáticas. Ele conta que o segredo para a conservação está no freio motor Top Brake Mercedes-Benz: “O sistema Top Brake é muito bom. Sabendo usar, você economiza muito! Alguns colegas comentam que já fazem a troca do sistema de freio aos 300 ou 400 mil quilômetros rodados, mas eu ainda não precisei”, conta Avedis.

Outra atitude que com certeza contribui para a durabilidade do veículo é a atenção do cliente em realizar as revisões nos prazos adequados. “Faço as revisões, troca de óleo e etc. sempre que eles pedem e dentro do concessionário”, conta.

Além do cuidado do proprietário, é importante ressaltar a força, a resistência e a durabilidade do caminhão, pois ele roda pelo Brasil inteiro engatado a um semirreboque três eixos com peso de balança. É uma enorme quilometragem sem precisar de nenhuma manutenção nos freios!

E você? Está cuidando bem do seu bruto?

Faça as revisões em um concessionário Mercedes-Benz e aproveite melhor o seu caminhão!

Tags:

2 Comentários:

  1. Celso disse:

    Parabéns. Da mesma forma acontece com automóveis. Eu troco os freios dos meus veiculos sempre acima dos 100 mil km enquanto muutos ja trocam com 30 mil. O consumo de combustivel também é menor pois uso o motor pra reduzir a velocidade.

    • Mercedes-Benz disse:

      Olá, Celso! A realização de serviços em oficinas homologadas combinada com a atenção do proprietário prolongam ainda mais o bom desempenho e durabilidade de nossos produtos. Continue acompanhando nossos canais e fique sempre por dentro das novidades. Até mais!

Deixe uma resposta